Pontos Turísticos

 

Em Nazaré Paulista, entre as serras da Mantiqueira e Cantareira, a represa do rio Atibainha tem uma área de 25 quilômetros quadrados, com duas praias: a de Lava Pés, no centro do município, e outra no bairro Itinga. A represa é propícia à pesca esportiva e a passeios náuticos com pequenas embarcações, jet ski, lanchas, etc.

 

Fundada em 1676, Nazaré Paulista serviu de passagem para os bandeirantes, viveu um período de riqueza com a agricultura cafeeira e hoje está voltada

para o turismo ecológico e a agropecuária. A zona rural do município produz flores, escargot, rãs, cogumelos, mel, queijos, pinga e farinha. No artesanato

destacam-se os bordados, o crochê e a pintura em tecido. A pequena cidade de Nazaré Paulista apresenta relevo montanhoso, atingindo 1.030 m de altitude,

com nascentes, cachoeiras e águas represadas em seus vales. Várias marinas e pousadas, excelente lugar para se passar um final de semana com a família e amigos.

Represa Atibainha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

São 25 km² de terras alagadas propositalmente pelo homem que formam a privilegiada represa do Rio Atibainha, integrante do Sistema Cantareira, que abastece toda a Região Metropolitana de São Paulo.

A área conta com marinas bem estruturadas que abrigam os veículos náuticos, como lanchas e jet skis, mas também recebem famílias que tiram o dia para curtir o lazer, natureza e a estrutura das marinas, que disponibilizam áreas para churrasco e esportes.

Igreja Matriz

 

 

Construída, segundo historiadores, em 1676, a Igreja Matriz Nossa Senhora de Nazaré serve tanto aos religiosos como àqueles que curtem história. A igreja, ainda como capela, foi a primeira construção daquela região, erguida pelo fundador da cidade, Matias Lopes.

Curiosidade: A matriz foi erguida nos estilos arcaico e barroco, com imagens originárias de Portugal. Segundo historiadores, a imagem original de Nossa Senhora de Nazaré foi "raptada" pelo irmão de Matias Lopes e levada à sua capela, a alguns quilômetros dali. No entanto, o fundador a buscou de volta, ignorando a versão do irmão de que ela teria, por milagre, se deslocado sozinha.

 

 

Construções de fazendas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As construções antigas das fazendas locais são uma boa viagem ao passado. A Casa de Francisco Derosa, por exemplo, é datada do início do século XX. Prefeito à época, ele é fundador da escola mais antiga do município, localizada no bairro Marmeleiro.

Há também a Casa dos Escravos, construção do século XVII que mantém sua estrutura e parte do mobiliário da época. Como o nome diz, foi moradia de dezenas de escravos que trabalharam nas fazendas daquela região

O Casarão de Cuiabá ou a Casa dos Escravos, fica localizado no bairro Cuiabá, num ponto muito próximo as divisas de Nazaré Paulista com Guarulhos e Santa Isabel. O acesso ao bairro  por Guarulhos é precário, melhor ir por Santa Isabel ou Nazaré Paulista (veja o mapa).

Pela estrada Cuiabá, segue  as placas que indicam  "Casa dos Escravos". Não é simples localizar, mas vale à pena.

Pessoas que já estiveram lá,  foram recebidas por seu José, que falou um pouco sobre o casarão. Ele contou que a casa pertence a sua família e que ele cresceu nela.  

 

Mostrar Mais

©2017 por ROSA SALA  

Faça sua reserva:

11 4533-3948
         11 97415-8286
rosasala@uol.com.br
reserva@recantoparaisodenazare.com.br
  • w-facebook
  • Instagram

Siga-nos